Auto na Web - Revista Automotiva AutoNaWeb www.autonaweb.com.br
 
 

Ford Puma

  • 10/11/15
Dossiê Ford Puma: Como seria se a Ford resolvesse lançar uma nova geração do Puma? E por quê não lançou?
(foto: Projeção Ford Puma MK2 da Auto Express)
Por Daniel di Giorgio

A última geração do Fiesta, lançado primeiramente em 2009 na Europa, é um modelo de sucesso em todos os mercados em que atua, tanto que foi o compacto mais vendido do mundo em 2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014 e, até o momento em que escrevemos esse texto (novembro de 2015), é o mais vendido de 2015. Sucesso muito maior do que fez o MK4, que não cativava tanto pelo desenho quanto fazia por várias outras qualidades. Mk4,um modelo que originou um cupé tão belo que praticamente renegava suas origens: o Puma. Este era um coupé que arrebatava corações - e compradores - por onde passava. E agora, com um Fiesta que arrebata corações, como seria um “NewPuma”? Continue lendo.

O Puma era muito carismático, acertado em todos os aspectos e fez um retumbante sucesso entre 1997 e 2001, quando o Fiesta MK6 chegou e não deu origem a nenhum cupé, o que deixou os fãs do Puma órfãos. Para amenizar, a Ford fez várias versões decentemente esportivas da carroceria hatch, mas nenhuma tinha o apelo do Puma.

À época do primeiro Puma, seu grande rival era o Opel Tigra, vendido como Chevrolet em vários mercados, incluindo o brasileiro do qual o Puma nunca participou. A disputa era equilibrada tecnicamente, mas no visual, o Puma era quase unanimidade por suas linhas mais robustas e coerentes, tanto que vendeu muito mais que o Tigra. Atualmente, o Hyundai Veloster seria um de seus rivais, mas aparentemente o mundo perdeu o interesse em cupês compactos. Opel e Ford desistiram do segmento. Veloster vende pouco em mercados que Puma e Tigra vendiam muito. Há muito que se pensar pelos fabricantes estrategicamente falando, mas quem aqui não gostaria de ver essa categoria revitalizada? Se o Puma viesse com o mesmo motor do Fiesta ST - 180cv - por exemplo, teríamos um cupê de bom desempenho, preço acessível e belo visual. E por quê não um Ecoboost? Por enquanto, a Ford não dá sinais de viabilizar um novo Puma.

 

Para nevegar entre as seções deste dossiê, basta clicar na nas opções no menu do topo da tela. Para voltar ao começo do site, clique no logo do site acima.

 
 
 

Ford Puma

  • 10/11/15
Puma, o carro que merece nascer de novo.
(foto: Puma VCT 1.7 1998)

Como as projeções mostram - todas feitas pela autoexpress.co.uk -, o modelo seria realmente arrebatador caso a equipe de corte de gastos não tivesse tanta voz sobre a equipe de design. O visual em questão baseia-se no Fiesta MK7 lançado em 2009 na Europa sem a reestilização ocorrida em 2012, que deixaria o visual ainda mais agressivo.

Ford Fiesta
Reestilização do Fiesta cairia como uma luva num cupê compacto.
(foto: Fiesta SE 2013 - divulgação Ford)

A dianteira é elegante, com faróis trapezoidais, e pense na grade do modelo mais recente e ficará ainda melhor que nas montagens aqui apresentadas. A traseira fortemente inclinada, combina com o restante do carro de forma natural, deixando-o muito arrojado, mas sem exageros como acontece com o Veloster, por exemplo.

Ford Puma
Traseira arrojada na medida exata.
(foto: projeção da Auto Express)

No interior, assim como o antigo Puma, teria basicamente elementos do Fiesta, mas com bancos e volante esportivos e fundo diferenciado nos instrumentos, além de acabamento com elementos em cor de alumínio. Na parte de trás, haveria espaço para dois adultos pequenos apenas. A parte mecânica seria compartilhada com o elogiadíssimo Fiesta, necessitando poucos ajustes visando mais esportividade, além de obviamente motores bem apimentados.

Faremos agora um exercício de suposição. Imaginemos os 180 cv do Fiesta ST equipando um modelo mais truncado, baixo, de cintura alta e nota de escapamento na medida certa. Inicie uma forte aceleração. Cerca de 6 segundos depois, se imagine a 100 km/h, mas não pare de acelerar e de repente, em uma AutoBahn, a injeção eletrônica cortando a cerca de 225 km/h. Aliado a um chassis com acerto ainda mais esportivo que o ST e preço razoável - como era o primeiro Puma -, a brincadeira seria divertida. Pode acordar agora, o novo Puma não existe.

 

Para nevegar entre as seções deste dossiê, basta clicar na nas opções no menu do topo da tela. Para voltar ao começo do site, clique no logo do site acima.

 

AutoNaWeb 2007 / 2016 - por TrendLabs Tecnologia