www.autonaweb.com.br
 
 


  • 13 a 19/12
O que aconteceu na semana que realmente interessa
Por Francisco Otávio

Ford GT
Ford GT terá parabrisas com tecnologia Gorilla Glass

O Gorilla Glass, considerado o melhor vidro para celulares e tablets no mundo, fará sua estréia no mundo automotivo em grande estilo: equipará o supercarro Ford GT, que será lançado ao consumidor em 2016. Segundo a Corning, empresa fornecedora da tecnologia, o Gorilla Glass pode oferecer cinco vezes mais resistência em relação aos vidros laminados normais empregados nas janelas dos veículos, além de torná-los mais finos, leves e resistentes. Com essas propriedades, o material é uma boa saída para carros de alto desempenho já que a redução de peso é pré-requisito para que eles possam andar mais e consumir menos. "O emprego desse material híbrido com Gorilla Glass é um ótimo exemplo de como a Ford trabalha com os fornecedores para inovar em todas as áreas do nosso negócio", disse Hau Thai-Tang, vice-presidente da área de compras globais do grupo Ford. Recentemente, a empresa lançou a nova geração de picapes grandes série F, nos EUA, substituindo o aço por alumínio em várias partes da carroceria e o modelo ficou em média 300kg mais leve em relação aos concorrentes, e o Gorilla Glass poderia no futuro ajudar nessa "dieta" que caiu muito bem à picape.


Ford Ecostport
EcoSport atinge 1 milhão de unidades produzidas no Brasil

Esta semana, o Ford EcoSport atingiu o marco de 1 milhão de unidades produzidas na fábrica de Camaçari, na Bahia. O veículo 1.000.000 foi um modelo EcoSport FreeStyle 1.6 Flex. Do total de 1 milhão de unidades, cerca de 600.000 foram vendidas no Brasil e as demais na Argentina, Chile, Peru, Colômbia, Equador, Venezuela e México. Com o passar do tempo, o modelo recebeu muitos concorrentes e acabou sentindo o golpe nas vendas no Brasil. Com diversas mudanças já apresentadas para a linha 2016 - esperamos que uma delas seja a melhora na qualidade do powershift, que recebeu muitas reclamações em 2015 - a marca espera uma reação positiva do modelo.


Honda City
Honda lança City 2016

Sem muitas novidades pelo fato de ser ainda um modelo de geração muito recente, o City chega a sua linha 2016. Como novidades, a versão básica DX agora vem com chave do tipo canivete, painel de instrumentos e visor do áudio na cor branca, para-brisa degradê, ajuste de profundidade da direção (já contava com ajuste de altura) e retrovisores na cor da carroceria. A versão LX intermediária traz como novidades as maçanetas internas cromadas e controle de áudio no volante. A versão seguinte na escala do modelo, a EX, recebeu volante com acabamento em couro e apoio de braço central dianteiro com porta-objetos. A versão topo EXL passou a ter também airbags do tipo cortina e agora passa a contar com seis bolsas de proteção e central multimídia de 7” com navegador e câmera de ré integrados. O motor não sofreu alterações, para a tristeza de diversos proprietários que reclamam da falta de fôlego do modelo em diversas situações. Seu preço não foi divulgado, mas não acreditamos que será dessa vez que o custo-benefício do carro justificará a compra, como é de praxe na Honda nos últimos 5 anos. Nas concessionárias a partir de fevereiro.



Seguro obrigatório não sofrerá alteração nos preços em 2016

De acordo com publicação no Diário Oficial da União, os valores dos prêmios do Seguro DPVAT para o ano de 2016 não sofrerão reajustes, permanecendo os mesmos que os cobrados em 2015. Os valores são de R$ 105,65 para automóveis; R$ 292,01 para motocicletas e R$ 110,38 para caminhões e caminhonetes. Ônibus e micro-ônibus com cobrança de frete e lotação de mais de 10 passageiros pagarão R$ 396,49 e Ônibus e micro-ônibus sem cobrança de frete ou com lotação de até 10 passageiros, com cobrança de frete, R$ 247,42. Os proprietários dos ciclomotores de até 50 cilindradas, incluídos na nova categoria 8, pagarão o valor de R$ 134,66.


 

Para acessar as próximas sessões deste semanário, basta clicar na opção desejada no menu do topo da tela. Para voltar ao começo do site, clique no logo do site acima.

 
 
 


  • 20 a 26/12
O que aconteceu na semana que realmente interessa
Por Francisco Otávio

Ford e Google
Ford-Google unidas para disruptura de Detroit

Com a indústria automobilística internacional prestes a entrar com tudo na fase de carros autônomos (e o Brasil ainda discutindo a melhor forma de lidar com o Uber...), a união de gigantes de Detroit com gigantes do vale do silício pode ser a solução para que não haja rotas de colisão entre os diferentes segmentos e Ford e Google deram um passo a frente de seus concorrentes esse semana.
Quando o Google começou a desenvolver e testar sua tecnologia de auto-condução baseado em laser, utilizou basicamente alguns Toyota Prius e Lexus RX híbridos. Mas tudo levava a crer que o produto final, de tão futurista, demoraria demais a aparecer, até que em maio de 2014 o Google revelou seu primeiro protótipo. Com design de torradeira, o carro dispensava qualquer controle humano e mostrou uma imensa ambição do gigante do Vale do Silício: Para interromper o ciclo do carro tradicional, ofereceu ao mundo uma gigante quebra de paradigma.
As informações sobre a união apareceram de forma difusa nas mídias do mundo todo, mas aqui está o que sabemos de fato: Ford irá licenciar o software auto-condução do Google em uma base não-exclusiva e as duas empresas irão testar conjuntamente veículos em vias públicas. Será uma joint venture, a fim de proteger ambas as empresas das preocupações jurídicas de responsabilidade que surgiram como a maior ameaça à tecnologia de auto-condução. Com a Ford como parceira, o Google pode muito bem ser capaz de evitar os elevados custos fixos necessários para estabelecer uma infra-estrutura de fabricação de automóveis com baixa margem de lucro por unidade vendida. Já a Ford dá um passo enorme frente aos concorrentes ao se unir àquela que é hoje considerada a empresa de tecnologia mais inovadora do mundo.
Os ganhos para a sociedade com carros autônomos serão imensos, inclusive para o transporte público e até lá, esperamos que o Brasil tenha finalmente se acertado com Uber X taxistas, até porque, com carros autônomos, quem vai precisar de carona para algum lugar?


Novo Honda Civic 2016
Vendas de carros nos EUA impressionam positivamente

Sem muitas novidades no contraído mercado brasileiro, buscamos um ar fresco no exterior em nosso semanário. E começamos desanimados: ao contrário do que ouvimos algumas vezes por aí, a economia lá fora vai muito bem, obrigado, neste 2015. Apesar de uma queda de PIB próxima aos 4% no Brasil, a economia mundial deverá crescer cerca de 2,5% no mundo e nos EUA não será diferente. Uma das mostras de forças ou fraquezas de uma economia está nos números do mercado automotivo, e nesse aspecto, o mercado norte americano está nadando de braçadas, com vendas acima das expectativas e números impressionantes. Novembro de 2015 representou o melhor mês em vendas nos EUA desde 2001.
Destaques para a Ford, líder de vendas entre todas as montadoras e também à sua F-Series, não apenas líder de vendas em sua categoria com 45% de diferença para a vice líder, a Chevrolet Silverado, como também o carro mais vendido no país. Destaque também à nova geração do Civic, que bateu o Corolla em vendas. Já como destaque negativo, a Volkswagen teve nova queda em vendas e já vende menos que BMW e Mercedes. Se a Volkswagem fosse um carro, teria sido apenas o 10º mais vendido no país em novembro. Outro destaque negativo é para a Hyundai, que teve queda de vendas num mês em que o mercado em geral subiu, e acabou ultrapassada por boa diferença pela Jeep. Curiosidades:
- A VW brasileira vendeu mais que a VW nos EUA.
- A Tacoma, nome que a Toyota nos EUA dá à Hilux, é uma das picapes menos vendidas na terra do Tio Sam, apesar de ser a vice líder por aqui. Já a líder no Brasil, a S10, é vendida como Colorado nos EUA e vende ainda menos que a Tacoma!
- O carro mais vendido do Brasil em novembro, o popular Ônix, vendeu menos que o 29º mais vendido dos EUA. Há 5 anos, o carro mais vendido do Brasil, o Gol, seria o 11º mais vendido dos EUA naquele novembro de 2010...
Confira abaixo os impressionantes números dos mais vendidos em novembro de 2015 nos EUA (fonte: edmunds.com):

Marcas
1. Ford 178.971
2. Chevrolet 156.907
3. Toyota 154.994
4. Honda 103.197
5. Nissan 95.389
6. Jeep 68.903
7. Hyundai 60.007
8. Subaru 46.070
9. Kia 45.553
10. GMC 43.039
11. Ram 41.107
12. Dodge 38.938
13. Mercedes-Benz 32.813
14. BMW 32.003
15. Lexus 29.340
16. Chrysler 23.953
17. Volkswagen 23.882
18. Mazda 22.732
19. Audi 16.700
20. Buick 15.960
21. Lincoln 7.918
22. Scion 5.183

Modelos
1. Ford F-Series 65.193
2. Chevrolet Silverado 45.001
3. Ram Pick-up 36.407
4. Toyota Camry 30.945
5. Toyota RAV4 27.368
6. Honda CR-V 25.931
7. Honda Accord 25.566
8. Honda Civic 25.050
9. Toyota Corolla 24.194
10. Nissan Rogue 22.565
11. Ford Escape 20.807
12. Nissan Altima 20.564
13. Chevrolet Equinox 19.634
14. Ford Fusion 19.451
15. Hyundai Elantra 17.634
16. Jeep Cherokee 17.426
17. Jeep Grand Cherokee 17.051
18. Hyundai Sonata 16.732
19. Ford Explorer 16.690
20. GMC Sierra 16.527
21. Chevrolet Cruze 16.073
22. Nissan Sentra 14.505
23. Jeep Wrangler 13.847
24. Subaru Forester 13.655
25. Toyota Tacoma 13.465
26. Subaru Outback 13.079
27. Kia Optima 13.048
28. Toyota Highlander 12.741
29. Ford Focus 11.186
30. VW Jetta 11.022
31. Honda Pilot 10.975
32. Chevrolet Malibu 10.813
33. Lexus RX 10.771
34. Chevrolet Impala 10.494
35. Chrysler 200 10.332
36. Toyota Sienna 10.062
37. Kia Soul 10.045
38. Nissan Versa 9.783
39. Chrysler Town & Country 9.689
40. Ford Transit 9.584
41. Hyundai Santa Fe 9.156
42. Kia Sorento 9.023
43. GMC Terrain 8.999
44. Mazda CX-5 8.756
45. Chevrolet Traverse 8.684
46. Toyota Tundra 8.590
47. BMW Série 3 8.433
48. Honda Odissey 8.356
49. Jeep Patriot 8.348
50. Toyota Prius 8.331


 

Para acessar as próximas sessões deste semanário, basta clicar na opção desejada no menu do topo da tela. Para voltar ao começo do site, clique no logo do site acima.

 
 
 


  • 13 a 19/12
O que aconteceu na semana que realmente interessa
Por Francisco Otávio

impostos automotivos
Governo Argentino faz teste para modernizar regime automotivo

O governo Argentino anunciou medidas experimentais para acelerar a indústria automotiva local. Basicamente, o "impuestazo", ou "impostaço" em tradução livre, que fazia com que automóveis e utilitários acima de 350 mil pesos (cerca de 105 mil reias no câmbio do fim de 2015) pagassem 50% de impostos, foi reduzido e agora os modelos pagam 10%. Para modelos acima de 800 mil pesos (cerca de 240 mil reais), a nova taxa será de 20%. Além disso, o novo governo eliminou barreiras protecionistas que eram impostas aos importadores. Com isso, o governo Argentino abre caminho para novos investimentos no país e o Brasil, de cara, corre sério risco de ser uma das vítimas da modernização argentina: a Chevrolet muito provavelmente passará a produzir a nova geração do Cruze no país vizinho, não mais por aqui como é o caso da geração atual.



Nova geração da Frontier já é vendida na Argentina

A nova Hilux Anem bem chegou ao mercado e a concorrência não está afim de dar chances. Depois das notícias de Ranger, S-10 e L200 renovadas, chegou a vez da nova geração da Nissan Frontier. O modelo já é vendido na Argentina, importada do México e logo deve começar a ser produzida na fábrica argentina da Renault, em Córdoba, e a partir de lá viria ao Brasil. Por enquanto, ela só está sendo comercializada na versão LE, equipada com motor 2.3 biturbodiesel de 190 cv e 45,9 kgfm de torque. O trem de força é completado por uma caixa manual de seis marchas com tração traseira ou integral com reduzida e bloqueio de diferencial ou transmissão automática de sete velocidades e tração integral.


 

Para acessar as próximas sessões deste semanário, basta clicar na opção desejada no menu do topo da tela. Para voltar ao começo do site, clique no logo do site acima.

 

AutoNaWeb 2007 / 2016 - por TrendLabs Tecnologia